Artiklar

RSS
  • A Brief Story About My Top 10 Songs

    8 apr 2006, 16:41 av Sylviofurtado

    In the middle of all this crap survey journals, nobody talks about the music anymore... So I´ll tell in this journal how 10 songs became my Top 10 songs, and why I love them so much!

    A BRIEF STORY ABOUT MY TOP 10 SONGS

    1) You Only Live Once

    One of my all time favorite band was coming to Brazil in October 2005, finally, and I quickly grabbed my ticket. They were supposed to play a few songs from their forthcoming third album "First Impressions Of Earth", so I was very excited about it. When it started, I couldn´t believe what I was hearing. The chorus is just perfect, and I had the perfect companion for the moment, so it became really magical. The moment I got home I had to download the mp3 for this song, and since then I couldn´t stop listening. And I think I´ll be doing it for a long time.
    -> 68 plays so far
    -> Favorite moment: 0:54, The first time we listen to their best chourus ever, of course.
    -> Favorite lyric: "Some people think they're always right, Others are quite and uptight, Others they seem so very nice, Inside they might feel sad and wrong" (Is it about me? Oh me oh my!)


    2) Rebellion (Lies)

    This band got a lot of hype in middle-2005, even with their album being released in 2004. Of course I had to check it out, and while the album is awesome, this song really stands out. The lyrics about sleeping is just perfect for a person who works at night like me. Every time I got home from my shifts and wants to sleep I remember that "sleeping is giving in, no matter what the time is, so lift those heave eyelids"... Of course most of the time I do sleep, but I can´t forget that I´m giving in.
    -> 58 plays so far
    -> Favorite moment: 3:35, the last time they sing "Lies! Lies!" one note above and the strings come in full. Magical.
    -> Favorite lyrics: Oooh, very difficult. This song is so amazing basically for the lyrics. "Every time you close your eyes, Lies! Lies!"

    3) The Skin of My Yellow Country Teeth

    Another band with lots of hype from 2005, first read about it at Pitchfork. Their album is very pop and uplifting, and this song is my favorite. The first time I perfectly sang-a-long the lyrics from beginning to finish was very rewarding for me, and I chose this as Top Song for 2005 for the great vibe it gives me. The story of some hillbillie trying its luck in the big city is so well told and very funny.
    -> 58 plays so far
    -> Favorite moment: The riff that plays trough the song (you can listen to it at 4:47)
    -> Favorite lyric: "softly, slowly, Plainly, blindly, oh me, oh my!"

    4) O Vento

    This was the first single for the Los Hermanos latest album "4". They are my favorite brazilian band and one of my favorites at all. It has a crappy video, but I love the lyrics by Rodrigo Amarante, who also sings very well in it. It´s very poetic (as usual for this composer), and it´s funny how lots of my friends hate this song. I always stand for it song and recommends for everybody.
    -> 53 plays so far
    -> Favorite moment: 0:00 til 03:33 (can´t choose one)
    -> Favorite lyric: Impossible to choose. Perfect lyrics all the way.

    5) Cold World

    One of my favorite british bands had a perfect debut album released in 2002, and a very strange sophomore effort in 2003 that pratically throwed them into obscurity. For my felicity in the dawning lights of 2005 they´ve released an independent EP called "The Human Body EP", with 6 stupendous tracks. One of them is this perfect moment of pop, with great everything (lyrics, production, vocals, intruments...). I can´t stop listening to it, and maybe it will be up the charts in the next months! And is the perfect song for listenind while driving, as I sing-a-long very loudly, and people looks at me from outside and laugh,
    I love this moments. God, I hope Electric Soft Parade release an album full of this quality stuff!!!
    -> 53 plays so far
    -> Favorite moment: 0:37, when the White brother (never know which one is singing) puts the chorus for the first time. He doesn´t change the pitch or the melody. His voice is so smooth, and what he´s singing has lots of meaning for me.
    -> Favorite lyric: "And in the middle of the night you'll worry about it, and it'll never go away, You understand it all and that is way much more, than you should ever have known, I will wait I will hope and pray that you'll be there" <- Could there be something better? Gorgeous!

    6) Trains to Brazil

    Where did I heard about this song? Can´t remember. I just know that I love it. The energy the vocalist (Fyfe Dangerfield is a real name?) puts on it is incredible. The video is awesome. The lyrics and the title refers to the London bombing attacks and the assassination of the brazilian guy on London subway by the police. Politics, britpop and.... A brazilian guitarrist?!?! What the fuck?!? Perfect!
    -> 49 plays so far
    -> Favorite moment: 02:15, the low-key part of the song. Then he gets with the chorus again, very nice.
    -> Favorite lyric: "And to those of you who moan your lives through one day to the next, Well let them take you next, Cos you live and be thankful you're here"

    7) Grounds for Divorce

    Hype and hype... 2005 had lots of them... Fortunately some of them were quite good, as we can see in this band. Their debut album is so full of confidence, it´s not like a proper debut, looks like a third album. Great band. Of course the great review at Pitchfork helped them to "stardom", and this song was one of the first I heard. The lyrics is just about what the title says, grounds for divorce. Why people split up? For the most stupid things, most of the time. Great track.
    -> 48 plays so far
    -> Favorite moment: 2:44, the solo
    -> Favorite lyric: "And I look at their babies, And their tiny little hands, And the way they get loved and the way they get loved"

    8) Is This Love?

    I love so much this track, and it´s perfect impossible for me to listen to The Skin Of My Yellow Country Teeth without listening to the following song that is this one. They are continuous when you listen the album, so it gets lots of plays!
    -> 48 plays so far
    -> Favorite moment: When Alec Ounsworth sings "I Knoooooow" for the first time (0:17)
    -> Favorite lyric: "You're so much different than me yea, I know, And I'm my only enemy, Pain is all that I can see oh"

    9) Blankest Year

    This song is so special for me, not just because it rocks. I downloaded it last August 16th, my birthday! Never thought I would listen to "the hell with it, I´m gonna have a party, ooooh fuck it, I´m gonna have a party!!" in my birthday, just from nowhere. I think in that day I listened 30 times this song.
    -> 47 plays so far
    -> Favorite moment: From 1:38 til the end.
    -> Favorite lyric: "Ah, fuck it (fuck it), I'm gonna have a party"

    10) Pois é

    Another track from "4", it´s so beautiful. Marcelo Camelo is very gifted as writer and composer, as this is the best song on the great album "4". Lyrics about breaking up relantionships are always meaningful, as is this one, but no, it doesn´t have a story for me. It´s just a beautiful song.
    -> 46 plays so far
    -> Favorite moment: 00:55, with the lyric below
    -> Favorite lyric: "avisa que é de se entregar o viver"

    The Strokes, The Arcade Fire, Clap Your Hands Say Yeah, Los Hermanos, The Electric Soft Parade, Guillemots, Wolf Parade, Nada Surf
  • Maria Rita - Uma opinião indie

    13 feb 2006, 23:14 av Sylviofurtado

    Bem, sou grande fã da carreira da mãe da Maria Rita, o monstro sagrado -pimentinha Elis Regina... Fiquei curioso quando a sua filha foi se lançar na carreira musical, e mais curioso ainda quando soube que uma das suas músicas de trabalho seria escrita pelo Marcelo Camelo, um dos meus ídolos e líder do Los Hermanos...

    Bem, acabei me decepcionando pois, apesar de uma voz linda e de ser muito bonita, Maria Rita não faz nada além do que copiar o estilo vocal de sua mãe, porém sem 1% da graça e emoção que Elis colocava nas suas performances... Por isso não acho que Maria Rita mereça o destaque que recebeu quando do lançamento do primeiro cd, sucesso que não se repetiu, merecidamente, no lançamento de "Segundo", seu mais recente trabalho...

    E estamos conversados...
  • Los Hermanos - 4

    24 aug 2005, 20:13 av Sylviofurtado

    4

    Genial álbum da banda mais ame-ou-odeie que eu conheço: Los Hermanos.... eu sou da turma do ame... desde que ouvi Anna Julia pela primeira vez pude reconhecer que baita criadores pop eles são... ainda mais agora com 4, nova criação e nova direção para a banda...

    Los Hermanos sempre foi considerado o "Weezer" brasileiro (aliás outro novo álbum que ouvi e que é bem maneirinho), com algumas músicas beirando o plágio (a sonoridade, nunca as letras, muito além das qualidades do quarteto americano)... só que agora o Los Hermanos soa mais como o Radiohead brasileiro... não tenho a menor dúvida e pudor em dizer isso!

    Explico: uma banda que vai do extremo-pop que era Anna Julia para agora fazer uma gravação onde os arranjos são extremamente bem cuidados, as letras são quase impossíveis de ser entendidas, fora de ordem e com palavras diferentes (praticamente cantadas como o Hino Nacional!!!!), basicamente sem rimas (dá pra contar nos dedos durante o cd inteiro)... a banda que no ponto de se tornar a mais importante do país faz um cd extremamente difícil, tipo como querendo fugir do estrelato, mas que mesmo assim faz um baita sucesso... ainda bem que temos Marcelo Camelo (que caiu um pouco de produção neste cd) e o Rodrigo Amarante (que depois de criar as melhores músicas em Ventura, repete a proeza em 4 e cria pérolas como Primeiro Andar e o primeiro single, a deliciosíssima O Vento) sendo tão bons que mesmo querendo se enfiar num buraco pra que ninguém possa vê-los, não dá pra deixar de prestar atenção...

    O cd é melancólico ao extremo com momentos de escapismo ensolarado em O Vento, Morena e Paquetá e no pop rasgado de Condicional... Mas o resto é de fazer maníaco-depressivo pensar em pular do prédio... Sapato Novo deveria vir com recomendação médica... Mas no final é no bom sentido... É o som que te destrói mas conserta, machuca mas cura, tudo ao mesmo tempo... Só me lembro desse sentimento quando ouço o "The Last Broadcast" do Doves, o álbum mais alegremente depressivo da história...

    Voltando a falar sobre o álbum em si, que banda que é o Los Hermanos... 12 músicas, 5 escritas e cantadas pelo Amarante, mais pop e palatável, 7 cantadas e escritas pelo Camelo, mais soturno, triste, pesado, chorado... É produzido como um vinil: quando vc chega no final da primeira metade, como se vc fosse mudar o lado do disco, o som do cd pára por 15 segundo até começar a faixa 7, O Vento, que é quando começa o lado mais leve do cd... Vamos a um faixa-a-faixa, com o nome da música e seu autor... minha nova mania...

    Dois Barcos - Camelo: linda... calminha, como um fim de tarde numa praia sem ondas (aliás tema recorrente da obra da banda)... Lá pro finzinho Camelo canta "doce o mar perdeu no meu cantar"... É, pra quem cantava Anna Julia e Cara Estranho...

    Primeiro Andar - Amarante: sem palavras, desbunde total... Nem preciso dizer que a letra é dificílima (o álbum inteiro o é), mais um clássico da banda (talvez a melhor do álbum)... O refrão é de chorar: "eu preciso andar um caminho só, vou buscar alguém, que eu nem sei quem sou"... Das poucas do cd que tem realmente um tema compreensível, que é a busca da própria identidade, o eu interior e outras viadagens do gênero...

    Fez-Se Mar - Camelo: a banda adora um samba mas nesse álbum só temos esse chorinho pra contar história... sinceramente, como eu gosto mais do lado rock deles, até prefiro... Essa não é um ponto alto, mas a voz calminha, o ritmo leve, muito bom pra seguir a inesquecível faixa anterior... Os 2 refrães (refrões hehehe) têm uma ótima pegada... Pra ouvir bêbado, às 5 da manhã... "Parece que o amor chegou aí... eu não estava lá mas eu vi" é o primeiro...

    Paquetá - Amarante: RUMBA!! Dá pra acreditar? Mas é uma delícia, divertida, como tudo que o Rodrigo escreve...

    Os Pássaros - Amarante: momento depressível sem ser deprimente... triste, melancólico, de cortar os pulsos... quase um daqueles enterros de Nova Orleans, sem a parte alegre e carnavalesca...

    Morena - Camelo: momento Ventura do Camelo... bonitinha mesmo... Mais uma letra que não dá pra entender muito... O trecho de "pode rir agora que o fio da maldade se enrola" é uma graça mesmo... Quando acaba ficamos quase 20 segundos sem ouvir nada, como se fosse um disco de vinil que vc tem que virar o lado... Até o folheto do cd pula 2 páginas entre as faixas!!!

    O Vento - Amarante: a música mais radiofônica do álbum, tem uma levadinha leve, pop e uma letra maravilhosa, que remete ao passar do tempo, a experiência adquirida na vida, briga de gerações, casais se separando e reunindo... Parece viagem, mas escrever uma música sobre isso tudo e não parecer Morango do Nordeste é coisa de gênio... Com certeza uma das favoritas, em mais uma grande música do Amarante... "O esforço pra lembrar é vontade de esquecer"... Gênio... "Se a gente já não sabe mais rir um do outro, meu bem, então o que resta é chorar"... Mestre!

    Horizonte Distante - Camelo: a música mais estranha ao álbum... riffs e solos de guitarra, bateria estilo "Pounding", sintetizadores anos 80, Camelo gritando.... é a única do álbum que eu geralmente pulo... não que seja ruim, pelo contrário, mas destoa do ritmo e estilo do resto... podia ter ficado pro próximo cd...

    Condicional - Amarante: rockinho básico do artilheiro do cd... básica, básica, radiofônica à beça, deliciosa, básica... "eu sei, é um doce te amar... o amargo é querer-te pra mim"... próximo single?

    Sapato Novo - Camelo: resposta à altura do Camelo a "Os Pássaros" do companheiro Amarante... Totalmente depressiva, triste, melancólica, nublada, (quase) tema de funeral... Praticamente só voz e violão, performance do Camelo de arrepiar... Mais um ponto alto... De fazer marmanjo chorar...

    Pois É - Camelo: a melhor do Camelo neste cd... pra compensar a depressão toda da faixa anterior, nosso amigo vem com uma canção totalmente linda, com seu riffzinho no pianinho eletrônico, sua bateria leve, seu baixo hipnótico, tudo junto pra destruir tudo no refrão e reconstruir sua linha fofura logo depois... Mais um refrão arrebatador e você já está mais que conquistado... Mais um clássico!!! "Avisa que é de se entregar o viver, clareia minha vida no olhar"....

    É De Lágrima - Camelo: é, tá acabando, que pena... mas acaba com bom humor, alegre, feliz... "Manda avisar que esse daqui tem muito mais amor pra dar"... Uma das melhores performances do quarteto barbudo enquanto banda... O riff do meio é lindo, outro pra ouvir no final da madrugada, de preferência bêbado e bem acompanhado... Pra quem conhece OKComputer do Radiohead pode até dizer que alguém se inspirou em The Tourist pra fazer essa daqui... Terminamos em grande estilo!

    Deu pra perceber que adoro a banda e adorei este cd... Mais uma vez o Los Hermanos nos surpreende com um cd extremamente bem produzido, escrito e executado, coisa raríssima na anêmica cena musical nacional... Sem contar na mudança no estilo sem perder a veia de Hermanos... Desbunde total.

    Nota? Foda-se: 10